logo
CSI Online

Colégio Santo Inácio recebeu Concerto Mariano da Solidaridade

Para os católicos, o mês de maio é  festivo e dedicado à Nossa Senhora, e este foi o tema do “Concerto Mariano da Solidariedade – Maria, Mãe dos pobres”, promovido pelo Amare e pelo Padre Eugênio Pacelli, que aconteceu no dia 20 de maio, às 19h, no ginásio do Colégio Santo Inácio, com entrada gratuita.

O evento, que teve caráter social,  reuniu nomes do cenário musical cearense, entre os quais, Waldonys, a dupla Luiz Marcelo e Gabriel, e Lucas Eduardo, além de Ticiana de Paula, membro da Comunidade Católica “Um Novo Caminho” e o Frei Wilter.

O Concerto Mariano teve entrada  franca e o ofertório foi todo revertido à instituição “Toca de Assis”, apoiada pelo grupo Amare.

Segundo o padre Eugênio, nesta segunda edição do Concerto, a expectativa  de público foi semelhante ao da “Noite da Misericórdia”, que acontece às segundas-feiras, no Colégio Santo Inácio, cerca de quatro mil pessoas. “Estamos sempre tentando várias formas de evengelizar, seja por meio da música, da adoração e da prática da solidariedade, a exemplo do Concerto Anjos do Natal, que acontece em dezembro, quando doamos cestas básicas às instituições, este evento foi pensado também em seu caráter social.

Sobre o Amare:

O Amare é um movimento católico, idealizado para jovens casais, entre 0 a 5 anos de casados, que tem  a missão de fortalecer a união do casal, entre si, com Deus e com a Igreja Católica, proporcionando uma maneira autêntica de transmitir a todos os valores do Sacramento do Matrimônio. Utilizam o testemunho de vida conjugal como fonte de evangelização, pois, entendem que o amor experimentado e partilhado, a dois,  é a melhor maneira de convencer o mundo da beleza do Matrimônio.

O Amare surgiu inspirado no Papa Francisco, que afirmava: “As famílias felizes são essenciais para a igreja e para a sociedade” e no sonho do sacerdote jesuíta, Eugenio Pacelli, de inserir jovens casais em um movimento que pudesse aproximá-los da Palavra de Deus, fortalecendo, assim,  o matrimônio e a família.

Com a certeza de que famílias felizes passam pelo caminho da fé amadurecida em grupos de casais, na escuta da palavra, no amor e no servir, o Padre Eugenio convida o primeiro casal – Patriciana e David Rodrigues – que possuíam essas características, para ajudá-lo a fundar o AMARE e a motivar jovens casais a trilharem esse mesmo caminho.

O Movimento Amare também é inspirado nas orientações do Concílio Vaticano II, que prega uma Igreja a serviço do mundo, valorizando os sinais dos tempos, composta pelo serviço, também, de leigos.
Os comentários estão fechados.